quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Ao pé da Cruz

Rezando hoje as Laudes, o versículo 2 do Salmo 56 me chamou atenção e gostaria de partilhá-lo com vocês neste humilde espaço:

"Piedade, Senhor, piedade,
pois em vós se abriga a minh´alma!
De vossas asas, à sombra, me achego,
até que passe a tormenta, Senhor!" (Sl 56,2)


Não raramente me pego "reclamando das coisas" e percebo mais uma vez o quanto sou frágil e miserável. Será que temos do que reclamar? Será que tenho direito de exigir algo quando Ele já me dá tudo? Pois bem: hoje não só recitei esse versículo do Salmo 56, mas li, reli, meditei e pedi a graça ao Senhor para que essas palavras brotem naturalmente do meu coração - Piedade, tende piedade de mim que sou tão pecador!

Além de tudo, tenho cada vez mais certeza de que um refúgio seguro, repouso tranquilo e lugar melhor para ficar encontrei. Lá posso derramar minhas lágrimas, minhas "reclamações", meus desalentos e descontentamentos... Lá eu necessito apenas querer estar bem junto e unido ao meu Amado Jesus... lá NA CRUZ ("De vossas asas, à sombra, me achego,até que passe a tormenta, Senhor")!


De um indigno escravo da Cruz e da Virgem Maria!

3 comentários:

Laiane disse...

Lembrei-me de uma homilia de Pe. Stanley, quando ele disse: "Quer repousar? Deite-se na Cruz"!

"Ó Bendita Cruz, Adorável Cruz, Te adoramos Santa Cruz"

laiane disse...

O Calvário é o paraíso das pessoas que amam!

Acho que a frase é de São Francisco de Sales... :)

Laiane Simões disse...

O Calvário é o paraíso das pessoas que amam!
Acho que a frase é de São Francisco de Sales
:)