quarta-feira, 8 de junho de 2011

Ir. Pio do Santíssimo Mistério do Calvário

No último sábado (04 de junho de 2011) na Igreja de Nossa Senhora dos Impossíveis na cidade de Pombos/PE, o Ir. Pio do Santíssimo Mistério do Calvário juntamente com 22 irmãos e irmãs da Fraternidade Arca de Maria, fizeram seus primeiros votos temporários de fidelidade à Igreja através dessa obra que tem como carisma a propagação da Escravidão de Amor baseada no livro “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem Maria do grande São Luís Maria Grignion de Montfort, além da prática piedosa à Jesus Sacramentado, bem como do amor e auxílio aos pobres, numa vida pautada no exemplo de São Francisco de Assis.

 (Lula, Danilo, Laiane das Graças, Ir. Pio, Laiane Simões, Felipe e Weslei)

Foi pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo, e é também por Ela que deve reinar no mundo. (Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem Maria – São Luís Maria Grignion de Montfort – nº 1)

Foi uma viagem cansativa e com muita “aventura”, pois nos perdemos no mínimo duas vezes, todavia, a alegria de estar com nosso irmão e amigo é suficiente para sobrepor qualquer cansaço ou indisposição. Muito me chamou atenção uma frase dita por Lula ao Ir. Pio: “Muito me alegra ver você e saber que és um fruto do Germinar!”

Que a Santíssima Virgem ensine cada dia mais o Ir. Pio e todos os seus irmãos e irmãs de fraternidade a amarem Nosso Senhor Jesus Cristo e Sua Igreja, sendo fiéis ao chamado do Senhor. Obrigado Senhor por testemunhar essas maravilhas!

"Lembrai-vos, ó piedosíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que algum daqueles que a Vós tenha recorrido, implorado Vossa assistência e invocado Vosso socorro, fosse por Vós desamparado. Animado eu, pois, com igual confiança, a Vós recorro, e gemendo debaixo do peso de meus pecados, me prosto a Vossos pés, ó Virgem das Virgens. Não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Verbo humanado, mas ouvi-as favoravelmente e dignai-Vos a atender-me, ó doce sempre Virgem Maria. Amém. (Oração de S. Bernardo a Nossa Senhora).

 (Danilo, Laiane das Graças, Ir. Pio e Laiane Simões) - Essa foto é uma homenagem as duas leitoras mais assíduas desse blog! ehehehe

Penso que essa poesia de Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face seja oportuna nessa postagem, pois o abandono de uma alma é decisão de amor, de amar, de desprendimento e total dependência de Deus. Eis o que presenciei naquele sábado pela manhã: almas abandonadas no Coração de Deus e da Virgem Maria!

“Existe nesta terra
Uma árvore maravilhosa
Sua raiz, oh, mistério!
Encontra-se lá nos céus...

Jamais sob sua sombra
Algo poderia ferir
Lá sem temer a tempestade
A gente pode repousar.
 
Dessa Árvore inefável
O Amor é o seu nome,
O seu fruto deleitável
Abandono ele se chama.
 
Esse fruto já nessa vida
Me dá a felicidade
Minha alma se alegra
Com seu divino odor.
 
Quando toco nesse fruto
Ele me parece um tesouro
Quando eu levo à minha boca
Ele é mais doce ainda.
 
Ele me dá neste mundo
Um oceano de paz
E nessa paz profunda
Eu repouso para sempre.
 
Só o Abandono me entrega
Nos teus braços, ó Jesus.
É Ele que me faz viver
Da vida dos eleitos.
 
A ti me abandono
Ó meu Esposo divino
E agora só ambiciono
O teu olhar tão doce.
 
Eu quero sorrir para ti
Dormindo sobre teu coração
Quero ainda repetir
Que te amo, ó Senhor!
 
Tal que a bonina
De cálice vermelho
Eu, uma florzinha,
Me abro para o sol.
 
Meu doce sol de vida
Ó meu amável Rei
É a divina Hóstia
Pequenina como eu...
 
E sua celeste chama
O luminoso raio
Faz nascer na minha’alma
O perfeito abandono.
 
Todas as criaturas
Podem me desprezar
Saberei sem murmúrios
Perto de ti, superar.
 
E se tu me desprezas,
Ó meu divino tesouro
Privada de tuas carícias
Mesmo assim quero sorrir.
 
Em paz vou esperar
Doce Jesus, tua volta
E jamais suspenderei
Os meus cânticos de amor.
 
Não, nada me inquieta
Nada pode me turbar
Mais alto que a cotovia
Minha alma sabe voar.
 
Por cima das nuvens
O céu é sempre azul
A gente toca as praias
Onde reina o bom Deus
 
Espero, em paz, a glória
Da celeste morada
Pois encontro no Cibório
O doce fruto do Amor!”

2 comentários:

laiane disse...

Muito linda a viagem! As "aventuras" foram um toque de Deus...
Ir. Pio estava muito feliz, a celebração foi linda, as conversas durante o trajeto, enfim...
Tudo voltado para Ele! A cada dia tenho a certeza que vale muito a pena ser de Deus!
A poesia... vou nem comentar...
Amigo voc~e é muito especial, obrigada por ser tão simples!
Nossa Senhora nos conduza sempre a este Amor infinito!

Laiane das Graças disse...

Apesar das aventuraras (que foram muitas heheheh) tudo foi válido, para poder presenciar a vontade de Deus acontecendo! Quanta alegria senti em meu coração, quanta alegria...

Há, obrigada pela homenagem rsrsrsr... Se bem que ultimamente não estou tão assídua assim!